quinta-feira, 22 de dezembro de 2016


Concurso do Plano Nacional de Leitura 2016/2017 
 Regulamento 

Consulta o Regulamento do concurso "Faça lá um poema" e para mais esclarecimento, consulta a Professora Bibliotecária e o Professor de Português.


Com intenção de incentivar o gosto pela leitura e pela escrita de poesia e no âmbito das comemorações do Dia Mundial da Poesia, o Plano Nacional de Leitura, PNL, e a Fundação Centro Cultural de Belém, CCB, convidam todas as escolas do país, públicas e privadas, a participar no Concurso FAÇA LÁ UM POEMA, FLP, que decorrerá entre Dezembro de 2016 e Março de 2017.  
O concurso FLP é dirigido aos alunos dos níveis de ensino Básico e Secundário de todas as escolas (agrupadas e não agrupadas), do continente e ilhas. 
Tal como em edições anteriores, a apresentação pública dos poemas que se destacarem pela sua criatividade e originalidade, terá lugar no Centro Cultural de Belém, no âmbito das comemorações do DIA MUNDIAL DA POESIA que se celebra a 21 de Março de 2017. Por se tratar de um dia útil da semana, Terça- Feira, a cerimónia de apresentação dos vencedores e a entrega de prémios será feita no fim de semana seguinte, em data a anunciar posteriormente (25 / 26). 

COMO PARTICIPAR: 
1. A participação no concurso é individual [não serão considerados trabalhos de grupo ou de turma]. 

2. O envio dos poemas a concurso deve ser feito, impreterivelmente, até ao dia 24  de Fevereiro de 2017. 
Os textos enviados depois desta data não serão considerados a concurso. 

3. A Seleção dos Poemas a Concurso é feita pelo responsável do FLP em cada agrupamento/escola não agrupada, de acordo com o procedimento seguinte: 
a) Cada AGRUPAMENTO seleciona, de entre todos os já pré-selecionados e enviados pelas escolas, os 4 melhores poemas -1 por cada nível de ensino. 
b) Cada ESCOLA NÃO AGRUPADA seleciona os 4 melhores poemas - 1 por cada nível de ensino. 

4. Os Poemas selecionados devem ser enviados para o Plano Nacional de Leitura em Formulário próprio onde constam os respetivos elementos de identificação: 
 a) O Formulário do concurso, disponível a partir do dia 01 de Janeiro de 2017, na página do PNL, deverá ser devidamente preenchido e submetido por um professor responsável. 
b) O Formulário deve ser anexado a uma mensagem a enviar para o PNL. c) Só serão consideradas válidas as inscrições em que constem os dados corretos de identificação da escola. 

5. O Concurso não é subordinado a nenhum tema específico. 

6. Os critérios de avaliação dos poemas enviados obedecem, genericamente, aos itens seguintes: 
 a) Adequação morfológica e sintática.
 b) Riqueza de conteúdo, |originalidade do tema e do estilo.

7. Os poemas serão avaliados por um júri de cinco elementos, designados pelo CCB e pelo PNL. 

8.  As decisões do júri são soberanas pelo que não são sujeitas a recurso. 

9. Os textos que não corresponderem às cláusulas do presente regulamento não serão considerados para efeitos de concurso. 

10. Aos autores dos que forem considerados os melhores Poemas, serão atribuídos prémios, a anunciar oportunamente e a divulgar na página dos Concursos PNL. 

11. Os poemas premiados serão publicados na página dos Concursos do PNL e no sítio do CCB. 12. Os premiados serão convidados a ler os seus poemas na cerimónia pública de entrega dos prémios, a realizar em Março de 2017, a propósito do Dia Mundial da Poesia, no CCB – Centro Cultural de Belém - Lisboa.



DOCES LEITURAS COM BOLO REI


A atividade aLer+ com Bolo Rei é sempre bem recebida pela comunidade aveirense. 
As Bibliotecas do Agrupamento desejam BOAS FESTAS. 




domingo, 4 de dezembro de 2016



CENTRO EDUCATIVO DE SANTIAGO

FEIRA
DO
LIVRO


Resultado de imagem para IMAGEM LIVROS ESCADA
De 12 a 16 de dezembro

Colabore com a Biblioteca!
Ajude-nos a promover hábitos de leitura!





                                                                   
                                                                                                            A BIBLIOTECA

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

CONCORRE
MIÚDOS A VOTOS

Inscrição da escola até 5 de dezembro. Consulta o Regulamento.

Miúdos a votos:  quais os livros mais fixes?
ORGANIZAÇÃO: APOIO:
Até 5 de  dezembro Recenseamento As bibliotecas escolares/escolas manifestam interesse  em participar na iniciativa, preenchendo o formulário disponível em https://goo.gl/forms/pTcpRIHxvxYbkle32
Até 19 de dezembro Apresentação de candidaturas Os alunos apresentam o livro que candidatam à eleição através do preenchimento do formulário disponível  em https://goo.gl/forms/BsO1aHMgUhJF2BWz1
5 de janeiro Divulgação da lista dos livros candidatos A lista será divulgada na VISÃO Júnior online e no portal  da RBE
Entre 1 de fevereiro e 15 de março Campanha eleitoral Os partidários de cada livro defendem as suas ideias nas escolas. A VISÃO Júnior fará a cobertura da campanha eleitoral, no seu site e na revista
17 de março Votação Será feita em urna, na biblioteca da escola ou noutro espaço da escola
Até 27 de março Escrutínio Contagem e registo dos votos. Os agrupamentos/ escolas enviam resultados da forma que lhes for indicada posteriormente
20 de abril Apresentação dos resultados eleitorais Divulgação em cerimónia pública
CALENDÁRIO
Quem pode participar? Qualquer escola que tenha turmas entre o 1º e o 9º ano, pública ou privada. A iniciativa é também aberta a estabelecimentos de ensino no estrangeiro, que lecionem os mesmos anos de escolaridade e que tenham o Português como primeira língua.
Como participar? A participação das escolas será feita idealmente através da biblioteca escolar, sendo a biblioteca da escola sede a centralizar todo o processo. Quando não existir biblioteca no estabelecimento de ensino, a escola poderá ainda assim participar, organizando as atividades sob a coordenação de um professor designado para o efeito. Basta que o professor bibliotecário coordenador ou outro professor responsável pela ação (no caso de escolas sem biblioteca escolar) preencha o formulário disponível em https://goo.gl/forms/pTcpRIHxvxYbkle32, até 5 de dezembro manifestando o interesse em participar, identificando a escola, o professor bibliotecário ou outro professor responsável e os ciclos que irão participar. Cada escola que preencher o formulário receberá um cartaz eletrónico para imprimir e afixar, o logótipo da iniciativa para usar nos seus canais digitais e para poder criar o seu próprio material de divulgação. Todo o material de apoio a esta iniciativa (fichas com sugestões de atividades nas bibliotecas e na salas de aula, fichas com informação sobre um processo eleitoral desta natureza, etc.) será disponibilizado através do sítio da VISÃO Júnior na internet e na página do projeto no portal da Rede de Bibliotecas Escolares. Esta fase corresponde ao recenseamento numas eleições.
Que livros se ‘apresentam’ a estas eleições? Todos os livros, sejam eles de prosa, poesia, banda desenhada ou teatro, podem ser candidatos. A escolha dos livros candidatos que concorrerão a estas eleições será realizada pelos alunos, através do preenchimento do formulário disponível em https://goo.gl/forms/BsO1aHMgUhJF2BWz1, até 19 de dezembro. Esta fase corresponde à apresentação de candidaturas.
Como se saberá quais são os livros candidatos? A partir de todos os títulos apresentados pelos alunos, e com o apoioda Pordata, será constituída uma lista final nacional dos livros candidatos que irão a votos a 17 de março. Para entrar na lista, será necessário recolher um número mínimo de candidaturas, tal como os candidatos a umas eleições presidenciais têm de apresentar um número mínimo de assinaturas.
REGULAMENTO
A lista, em que cada obra corresponderá a um número, será tornada pública a 5 de janeiro na VISÃO Júnior online e no portal da RBE, em formato descarregável, de forma a poder ser impressa. A cada livro corresponderá um número.
O que acontece durante a campanha eleitoral? Em cada escola, os alunos que queiram fazer campanha por um livro inscrevem-se junto do professor bibliotecário ou de outro professor responsável. A organização das inscrições, as ações de campanha e o calendário da campanha eleitoral serão da responsabilidade da biblioteca escolar ou do professor responsável (nas escolas onde não exista biblioteca). Durante a campanha eleitoral, os alunos defenderão publicamente o livro de que mais gostam. Poderão fazê-lo dentro da sala de aula (equivalente a uma ‘sessão de esclarecimento’), na biblioteca escolar ou na sala de alunos (equivalente a um ‘comício’), através de cartazes afixados na sala de aula, na biblioteca ou noutro local público da escola (‘cartaz’) ou das redes sociais e meios digitais da escola (equivalente a ‘tempo de antena’). Poderão também organizar debates entre vários candidatos e desenvolver outro tipo de material de propaganda, como autocolantes, pins, folhetos, etc. Nas edições de fevereiro e março, a revista VISÃO Júnior dará espaço aos candidatos – quer fazendo entrevistas a alunos, quer publicando trabalhos escritos e cartazes. A partir de 1 de fevereiro, altura em que começa a campanha eleitoral, e até 15 de março, a cobertura estender-se-á à página da VISÃO Júnior na internet e ao Facebook. Para que as ações de campanha possam ser noticiadas, as escolas devem enviar informação miudosavotos@impresa.pt. A campanha termina a 15 de março. Dia 16 será o dia de reflexão.
Organização do ato eleitoral Para as eleições, que decorrerão a 17 de março, será necessário escolher um presidente por cada, que supervisiona a urna no dia da votação. Devem também ser constituídos grupos de alunos que acompanhem e ajudem à contagem de votos (tal como acontece nas eleições políticas). Estes elementos devem estar escolhidos até 28 de fevereiro.
Eleições As eleições devem decorrer preferencialmente na biblioteca da escola ou num lugar de fácil acesso a todos os alunos. Para facilitar o processo, poderá haver mais do que uma mesa de voto por escola. O horário e o local de votação deverá ser tornado público atempadamente a todos os alunos da escola. Deverá haver uma urna de voto por cada ciclo de ensino, de forma a que
 se faça separadamente o escrutínio dos votos do 1º ciclo, do 2º ciclo e do
 3º ciclo. Cada escola terá de criar as suas urnas de voto (é muito simples fazer uma com uma caixa de papel A4). Nos boletins de voto, os alunos terão apenas de
escrever o número correspondente ao livro em que querem votar, número esse indicado na lista final nacional. O papel dos votos deve ter todo o mesmo tamanho. O voto deve ser dobrado antes de colocado na urna. Neste processo eleitoral, as listas das turmas funcionarão como cadernos eleitorais. À medida que os alunos votarem, os elementos da mesa eleitoral darão baixa de cada nome. Serão considerados nulos todos os votos que tenham mais coisas escritas, para além do número do livro.
Escrutínio A contagem dos votos será coordenada pelo professor responsável (ou quem ele designar) e pelo(s) grupo(s) de alunos nomeado(s) para o efeito. O escrutínio terá de ser efetuado até 27 de março, dia em que os agrupamentos/ escolas enviarão os resultados da forma que lhes for indicada posteriormente. Quando tal se aplica, a biblioteca escolar da escola sede reunirá os votos de todas as escolas do agrupamento. A escola poderá tornar públicos os resultados da votação ali efetuada no primeiro dia de aulas do 3º período, se assim o entender.
Apresentação dos resultados eleitorais Os resultados eleitorais a nível nacional serão apurados pela Pordata e tornados públicos a 20 de abril.

Dúvidas podem ser enviadas para miudosavotos@visao.impresa




sábado, 26 de novembro de 2016



HORA  DO CONTO   "LER... É DEMAIS!"

COM A CONTADORA DE HISTÓRIAS TERESA NOGUEIRA

Foi com muito entusiasmo, que nos dias  17 e 22 de novembro, os alunos do 1º. ano e  do 2º. ano A e B, ouviram  a história surpresa.






terça-feira, 1 de novembro de 2016


HALLOWEEN NA BIBLIOTECA ESCOLAR

Os alunos festejaram com muito entusiasmo, tal como o dia proporciona.  Vieram vestidos a rigor e os espaços e suas as vestes  estiveram à altura do dia.
A "Brigada das Folhas" também não teve descanso, até porque o outono continua... outros preferiam a continuar a ver a curta-metragem "O Patinho Feio".













segunda-feira, 24 de outubro de 2016



DIA INTERNACIONAL DAS BIBLIOTECAS ESCOLARES

A biblioteca do Centro Educativo de Santiago comemorou este dia, com atividades de promoção à sua biblioteca.


Deu-se também cumprimento à atividade "Deixa tudo e lê" e "Senta-te aqui e lê".
Os alunos assistiram a mais uma curta metragem "O patinho feio", da responsabilidade do professor Agostinho.




segunda-feira, 17 de outubro de 2016

CONCURSO INTERMUNICIPAL DE LEITURA DA REGIÃO DE AVEIRO 

REGULAMENTO(2016-2017)


O Concurso Intermunicipal de Leitura, doravante designado, abreviadamente, por CIL, é um concurso escolar, promovido pela Rede de Bibliotecas da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro, dirigido a todos os estabelecimentos de ensino das redes pública e privada dos onze Municípios que compõem a CI Região de Aveiro.
Este concurso surge no âmbito do trabalho colaborativo desenvolvido pela Rede de Bibliotecas da CI Região de Aveiro, com o intuito de proporcionar à comunidade educativa uma oportunidade renovada de estimular, nos alunos, o gosto pelo livro e pela leitura.
I – OBJETIVOS
Os objetivos deste concurso são promover o prazer de ler e estimular o desenvolvimento de competências, no âmbito da leitura, nos jovens, durante o seu percurso escolar (do 1º CEB ao Ensino Secundário).
II – CALENDARIZAÇÃO
O CIL decorrerá em 3 fases distintas:
1ª Fase – Eliminatória a realizar nas escolas
A 1ª fase do CIL decorrerá ao longo do 1º período escolar, sendo organizada em cada um dos Agrupamentos e Escolas não Agrupadas, e coordenada pelo Coordenador de Escola ou por um Professor Bibliotecário.
2ª Fase – Finais Municipais – a realizar na Biblioteca Municipal.
A 2ª fase do CIL consiste nas Finais Municipais que são organizadas e realizadas pelas Bibliotecas Municipais e consistem numa prova pública para todos os apurados na 1ª Fase. Tal prova, concebida e organizada pelo respetivo Júri, selecionará 1 vencedor em cada uma das categorias (1º CEB, 2ºCEB, 3º CEB e Ensino Secundário) que estará presente na Final Intermunicipal, e 1 suplente.
3ª Fase – Final Intermunicipal
A 3ª Fase do CIL corresponde à Final Intermunicipal. Trata-se de uma prova pública, a realizar no Município de Albergaria-a-Velha, no dia 27 de Maio de 2017, na qual participarão os concorrentes (1 por categoria) apurados nas Finas Municipais de cada Município.
III – CONDIÇÕES GERAIS DE PARTICIPAÇÃO
A participação no concurso está aberta a todas as escolas das redes pública e privada de cada Município da CI Região de Aveiro.
É interdita a participação a familiares diretos dos membros do Júris de cada fase do CIL.
Para efeitos de participação do CIL, os concorrentes devem submeter-se ao presente Regulamento e às decisões dos Júris constituídos nas diferentes fases.
IV - CATEGORIZAÇÃO DOS CONCORRENTES
Os concorrentes serão repartidos em quatro Categorias:
a)      1º Ciclo do Ensino Básico (4º ano);
b)      2º Ciclo do Ensino Básico (5º e 6º anos);
c)      3º Ciclo do Ensino Básico (7º, 8º e 9º anos);
d)      Ensino Secundário (10º, 11º e 12º anos).
V – COORDENADORES E JÚRIS / COORDENAÇÃO E COMPETÊNCIAS
Eliminatórias de Escola
Coordenação
A coordenação, a nível de escola, deverá ser assegurada pelo Coordenador de Escola ou por um Professor Bibliotecário.
Competências
No caso do 1º CEB, cada Agrupamento de Escolas / Escolas não Agrupadas selecionará um máximo de três vencedores que estarão presentes na 2ª Fase, a Fase Municipal.
Nos demais ciclos de ensino, cada Estabelecimento de Ensino selecionará um máximo de três vencedores, em cada uma das categorias.
Júris Municipais
Constituição
Os júris Municipais integrarão três membros. O seu presidente será o Bibliotecário responsável pela Biblioteca Municipal do concelho. Este nomeará dois vogais, que poderão incluir um professor de reconhecido mérito e uma personalidade desse concelho ligada à cultura.
Competências
Cabe aos Júris Municipais a organização das Finais Municipais, bem como a elaboração da respetiva prova e a seleção das obras tomadas como referência para a final.
É da responsabilidade dos Júris Municipais a indicação da lista dos concorrentes vencedores a integrarem a Final Intermunicipal.
Júri Intermunicipal
Constituição
O Júri Intermunicipal bem como as obras tomadas como referência para a Final Intermunicipal serão escolhidos pela Equipa Técnica das Bibliotecas Municipais da CI Região de Aveiro.
Competências
O Júri Intermunicipal é soberano, não sendo possível, em circunstância alguma, recorrer das suas decisões.
VI – PROVAS DE SELECÇÃO
As provas deverão avaliar os conhecimentos dos alunos sobre as obras lidas, pelo que poderão ser escritas, orais, ou integrar ambas as modalidades.
As provas da 1ª fase do CIL serão elaboradas pelas escolas que aderirem ao Concurso, de modo descentralizado e com inteira autonomia.
Nas finais Municipais, a elaboração das provas é da responsabilidade do Júri Municipal.
As provas da Final Intermunicipal serão elaboradas pelo respetivo Júri Intermunicipal.
VII – OBRAS SELECCIONADAS PARA AS PROVAS
Na 1.ª fase (Fase de Escola), as obras são escolhidas pelos professores responsáveis pela coordenação do Concurso a nível de escola.
Na 2.ª Fase (Fase Municipal), as obras são escolhidas pelo Júri Municipal.
Na fase Intermunicipal, o Grupo de Trabalho das Bibliotecas Municipais selecionará uma obra de leitura obrigatória, para cada Categoria.
VIII – PRÉMIOS
1ª FASE
Os prémios a atribuir aos vencedores deverão ser decididos a nível de escola, pelos professores responsáveis pela organização do CIL.
2ª FASE
Os prémios a atribuir aos vencedores deverão ser decididos a nível Municipal, pela Biblioteca Municipal.
3ª FASE
Os três primeiros classificados de cada uma das categorias serão os grandes vencedores e receberão os seguintes prémios:
1º Prémio – Cheque no valor de 250,00€.
2º Prémio – Cheque no valor de 150,00€.
3º Prémio – Cheque no valor de 100,00€.





CIL


Livros 1ª fase – Fase das Escolas 



1º ciclo “A maior flor do mundo” de José Saramago


2º ciclo “Pedro Alecrim”de António Mota


3º ciclo “O rapaz do pijama às riscas” de John Boyne


Ensino Secundário “O ano sabático” de João Tordo

Concurso de Ideias RBE 20 anos


1. Apresentação

O Concurso de Ideias “Aprende a descodificar o teu mundo” é a iniciativa com que a Rede de Bibliotecas Escolares comemora, em 2016, o Mês Internacional da Biblioteca Escolar, promovido anualmente pela IASL (International Association of School Librarianship). A biblioteca escolar faz parte do nosso mundo e se olharmos para ela com atenção, se percebermos o seu funcionamento, se a descodificarmos, seremos capazes de ter ideias que ajudem a torná-la (ainda) melhor. O desafio consiste em apresentar uma ideia inovadora, que se consubstancie na criação de um produto ou ideia de melhoria de um serviço, relacionado com uma das áreas de trabalho da biblioteca escolar.

2. Objetivos
 O objetivo principal do concurso consiste em envolver os alunos no dia-a-dia da biblioteca da sua escola. Ao implicar os alunos nesta iniciativa, pretende-se também promover a criatividade e o trabalho colaborativo e fomentar a prática de novas formas de aprendizagem.

3. Público-alvo
 3.1. O Concurso de Ideias “Aprende a descodificar o teu mundo” dirige-se a todas as crianças e jovens de todos os níveis de ensino que frequentam um agrupamento/ escola não agrupada, cuja(s) biblioteca(s) integre(m) a Rede de Bibliotecas Escolares.  3.2. Os concorrentes devem organizar-se numa equipa de três elementos, independentemente da idade de cada um. 3.3. Cada agrupamento/ escola não agrupada só pode apresentar-se a concurso com uma ideia.


4. Forma de apresentação da ideia
4.1. A equipa deve organizar-se, planificar e executar o produto final, com o apoio do(s) professor(es) bibliotecário(s) da sua escola. 4.2. A ideia inovadora deve ser apresentada num “pitch”1 (pequeno vídeo com duração até 3 minutos), onde seja possível comprovar a participação dos três elementos. O “pitch” será acompanhado de uma ficha descritiva da ideia inovadora (anexa a este Regulamento) e do Curriculum Vitae (CV) dos três elementos da equipa.

5. Submissão da ideia
5.1. A ideia deve ser enviada para a RBE [concurso.ideias@rbe20anos.pt] até ao dia 31 de outubro. No corpo do email, deve constar claramente a identificação: • Nome do agrupamento/ escola não agrupada • Nome do professor bibliotecário responsável • Contacto do professor bibliotecário • Autores da ideia (nomes e nível/ níveis de ensino)

5.2. O vídeo deve ser enviado em formato Mp4. A ficha descritiva, juntamente com os três CV, devem ser enviados num único ficheiro pdf. Ambos os ficheiros deverão estar identificados com o nome do agrupamento/ escola não agrupada.

6. Critérios de seleção 
As ideias inovadoras serão avaliadas, por um júri da RBE designado para o efeito, de acordo com os seguintes critérios: • Relevância, originalidade e aplicabilidade da ideia • Respeito pelo formato e duração da apresentação • Participação dos três elementos no vídeo de apresentação • Competências de comunicação demonstradas


7. Divulgação dos vencedores
A divulgação dos vencedores será realizada no dia 16 de novembro, no portal da RBE.

8. Atribuição de prémio 
8.1. À ideia vencedora será atribuído um prémio pecuniário no valor de 1.500,00€. Esta verba deve ser aplicada na biblioteca, no desenvolvimento da ideia inovadora.  8.2. Cada elemento da equipa recebe também um prémio individual (um tablet).

9. Disposições finais
9.1. A candidatura ao Concurso de Ideias “Aprende a descodificar o teu mundo” implica o conhecimento e aceitação dos termos e condições previstos no presente Regulamento. 9.2. O júri reserva-se o direito de desclassificar ideias que não respeitem o Regulamento.

ORIENTAÇÕES 

O que é uma ideia? Uma ideia é uma imagem que se cria na nossa mente que traz implícita uma intenção e é fruto da atividade de pensamento e da criatividade de uma pessoa. Todas as ideias são boas. Mas nem todas as ideias se traduzem em projetos. Estas necessitam de ser avaliadas e posteriormente conduzidas até à sua implementação. Uma ideia inovadora, para uma biblioteca escolar, traduz-se na criação de algo novo ou numa melhoria significativa ao nível do processo, relacionada com uma das áreas/ domínios de trabalho da biblioteca: . Articulação Curricular . Leitura e Literacias . Projetos e Parcerias . Gestão da Biblioteca

Como posso avaliar o potencial da minha ideia? Para avaliar uma ideia, faço estas perguntas a mim mesmo, respondendo com sinceridade. 1. A minha ideia é realmente nova? 2. A minha ideia será útil para mim e para os outros?  3. Posso conceber a minha invenção de forma a que os outros a possam utilizar? 4. Identifico 4 razões que podem impedir que a ideia resulte. 5. Identifico 4 razões que tornam fácil que a ideia funcione. 6. O que diferencia esta ideia de outras já existentes? 7. Porque são essas diferenças importantes?

In: Empreender - plataforma do empreendedor, acedido a 19 de setembro de 2016 adaptado

segunda-feira, 26 de setembro de 2016




A Biblioteca deseja a todos os membros da comunidade educativa e a todos que nos visitam, um bom ano letivo!




Sejam bem vindos a este espaço de partilha de saberes, atividades, novidades... 
Ao visitar a Biblioteca estás a entrar no mundo da leitura e a viajar no universo do conhecimento.

sexta-feira, 1 de julho de 2016



A Biblioteca do Centro Educativo de Santiago, deseja a toda Comunidade Educativa,
boas férias e boas leituras!


terça-feira, 3 de maio de 2016



PROJETO SOBE

No dia 26 de abril os alunos do 2.º ano puderam assistir a uma sessão de esclarecimento e diagnóstico dada por um higienista oral.
Os alunos ouviram uma história e seguidamente o higienista explicou algumas regras e cuidados a ter com a higiene oral.
Foi distribuída uma ficha alusiva aos tratamentos e cuidados a ter com a dentição.



segunda-feira, 14 de março de 2016




AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE AVEIRO
Biblioteca Escolar
Centro educativo de santiago
     
  

Vencedores do
DESAFIO POÉTICO -1.º CICLO



1.º LUGAR

Hillary pinto – 4.º ano



2.º LUGAR

Leonor Oliveira – 3.º ano



3.º LUGAR

Leonor neves – 4.º ano


                                                                                                                    


                                                                                                                    

domingo, 13 de março de 2016





SEMANA DA LEITURA


Abraço da leitura- profª Rosa

Apresentação do livro " A Menina Gotinha de Água", pela profª Rosa Gadanho
versões do livro
 


Dia aberto à comunidade- leitura em família

Leitura em família

Leitura em família

Escritora Margarida Josué na apresentação do livro " A Grande Aventura do Ratinho"

exposição 






Leitura em família

Leitura em famíla

Escritora-Margarida Josué
Animação da Leitura- Ivo e Miriam



Apresentação do livro " Ramiro e o Moliceiro".

Desafio poético - turma do 4º ano

Desafio poético-Turma 4º ano

Escritora Conceição Oliveira- Apresentação do livro " Ramiro e o Moliceiro"

Leituras com ciência -Prof. Bibliotecário,Jorge da escola de Cacia




Turma do 2º ano -Leituras com ciência